8 de janeiro de 2017

Os Reis Magos

Reis Magos

       Segundo a tradição religiosa cristã, os Reis Magos são os personagens que teriam visitado o menino Jesus logo após o seu nascimento. 
       Na Bíblia, foram mencionado apenas no Evangelho de Mateus 2, 1-12. Embora Mateus não tenha especificado quantos, fala-se tradicionalmente que tenha sido três devido os nomes dos presentes oferecidos; Ouro, Incenso e Mirra.
     Não há relatos bíblicos sobre os nomes dos magos, no contexto bíblico a palavra mago não significa bruxo ou feiticeiro mas, assume o sentido de sacerdote ou sábio que dedicavam-se ao estudo da Astrologia e Astronomia que tratava-se de sacerdotes ou conselheiros da religião zoroástrica da Pérsia. 
       A quantidade e os nomes dados a eles foram estabelecidos por volta do final do séc.VIII pela Igreja Católica Romana. Por isso, os cristãos que não são católicos não reconhecem a quantidade e os nomes destes reis.

São Beda
   São Beda (673-735), venerável doutor da Igreja e monge beneditino, foi quem escreveu pela primeira vez  o nome dos três Reis Magos.
  Nomes com significados que ajudam a compreender suas personalidades sendo também associados a regiões do mundo antigo:
  
  Gaspar ou Gathaspa, rei da Índia, significa; "aquele que vai inspecionar";  
 Melquior ou, Melchior ou, Belchior ou, Melichior, rei da Pérsia e quer dizer; "rei da luz"
   Baltasar ou Baltazar, rei da Arábia, se traduz por " O senhor dos tesouros" ou " Deus manifesta o rei".

     Os três representavam as três raças humanas existentes representando os reis e os povos de todo o mundo. Teriam sido os últimos sacerdotes honrados daquele mundo pagão que aspirava sinceramente conhecer o Salvador. Talvez fossem astrólogos ou astrônomos, pois conta a historia que viram uma estrela e por isso foram até a região onde nascera Jesus.
    Por causa da distancia percorrida a tradição assim, atribuiu a visitação dos Magos o dia 06 de Janeiro. Conta o evangelho que a estrela parou onde estava o menino Jesus ( Mt 2:10).
Ouro, Incenso e Mirra

Os Magos ofereceram esses presentes ao menino; Ouro, Incenso e Mirra
Desse ato surgiu a tradição em celebração do nascimento de Jesus.


   São Bedas fez uma descrição dos Reis Magos que no seu tratado ''excepta et Colletanea" relata da seguinte forma:

  "Belquior era velho de setenta anos, de cabelos e barbas brancas, tendo partido de Ur, terra dos Caldeus. Gaspar era moço, de vinte anos, robusto e partira de uma distante região montanhosa, perto do Mar Cáspio. E Baltasar era mouro, de barba cerrada e com quarenta anos, partira do Golfo Pérsico, na Arabia Feliz. Na antiguidade, o ouro era um presente para um rei, o olíbano ( incenso) para um sacerdote, representando a espiritualidade, e a mirra, para um profeta ( a mirra era usada para embalsamar corpos e, simbolicamente, representava a imortalidade)."

Ouro
    O Ouro pode representar a realeza pois era presente reservado aos reis ( I Reis 9, 14-28: I Tm 6,15). 
  No uso prático para aquele casal poderia ajuda-los nas despesas com a viagem ao Egito para fugir da ira de Herodes, o ouro seria um presente  de valor inestimável.

Incenso
    O Incenso provém de uma resina vegetal doce e pode representar a fé, pois era um presente reservado aos sacerdotes e usado nos templos (Lv 2,1), simboliza a oração que chega até Deus como a fumaça sobe ao céu (Sl 141;2).
    Além de seu considerável valor monetário, o incenso era usado para exalar odores agradáveis e perfumados (Jesus nasceu num estábulo e o cheiro dos animais poderia não ser muito agradável).

Mirra
    A Mirra, um óleo amargo de resina vegetal antisséptica usada em embalsamentos desde o Egito antigo. Também tinha o valor econômico, mas talvez fosse mais útil por seus usos medicinais também associada ao ato de embalsamar e sepultar ( Jo 19,39-40). Considerada simbolo da imortalidade, era presente para um profeta.

    Desta maneira o menino Jesus foi reconhecido com Rei, Deus e Profeta pelas figuras que encarnavam a humanidade. 
   Após a entrega dos presentes aos pais da criança cada um deles entregou uma moeda de ouro como presente  para Jesus.


Estrela de Belém
     Tudo indica que esses Magos eram astrólogos já que seguiam estrelas e faziam cálculos.  A estrela de Belém tão mencionada nas escrituras, pode ter sido um alinhamento planetário entre Júpiter, Marte e Saturno, representando simbolicamente os três povos conhecidos; o povo branco (Júpiter) representado por Melchior, o povo negro (Saturno) representado por Baltazar e o povo amarelo, asiático ( Marte) representado por Gaspar.
   Naquele tempo a astrologia possuía um papel muito importante no oriente médio, seria natural associar um evento celeste ao nascimento de Jesus, como se associou um eclipse a morte de Herodes.


      De acordo com uma tradição medieval os magos teriam se reencontrado quase 50 anos depois em uma cidade da Turquia onde vieram a falecer.  Seus corpos teriam sido descobertos na Pérsia pela Imperatriz Santa Helena e levados para  Constantinopla, capital do Império Romano do Oriente quando começou então a devoção dos Reis Magos no séc VI. Depois transferidos para a Itália onde permaneceram até o séc. 12, depois levados para a Alemanha.


        Os magos buscavam nas estrelas um caminho para um novo tempo, uma nova era de esperança e fé, representavam a humildade dos poderosos que se curvariam diante da realeza maior de Jesus cumprindo as profecias. 
    É nesse sentido que a Igreja preserva a veneração aos Reis magos que receberam este título apenas no séc. III.
     Para o catolicismo eles representam obediência aos desígnios de Deus, desprendimento aos bens materiais e compartilhamento desses bens  com os necessitados.
   Seus restos são venerados atualmente na nave central da Catedral de Colônia, na Alemanha, em magnífica urna de ouro e de pedras preciosas.
  
    Para os católicos o dia para veneração aos Reis Magos é o dia 06 de Janeiro, ou seja, 12 dias após o Natal. Nesta data encerra-se também os festejos natalícios sendo o dia em que são desarmados os presépios e todos os enfeites de natalícios que enfeitam as casas. 
   A festa de veneração aos Reis Magos recebeu o nome de Epifania do Senhor. A palavra Epifania vem do grego e significa ;  aparição ou fenômeno miraculosos.

Neste dia também comemora-se o dia do astrólogo.

"De Todas as Crianças e Adolescentes do Mundo Sempre Amigas!"

(Fonte: Google)